Recuperação de senha

Insira o e-mail cadastrado para recuparar sua senha.
E-mail:

Dicas e Informações

Google alerta usuários sobre sites maliciosos que tentam se disfarçar

Com isso, gigante de buscas espera barrar prática cada vez mais comum de páginas fingirem ser seguras para depois voltar com malware.

Postada em 10/11/2016 às 11:20:09
(Foto: Reprodução)

O Google acaba de adicionar uma nova arma ao seu arsenal de Navegação Segura (Safe Browsing) para lutar contra sites maliciosos. Desde ontem, 9/11, os sites podem ser classificados como “infratores reincidentes” (repeat offenders) caso fiquem mudando entre operar um site limpo e um cheio de malware ou software indesejado.

E por que um site faria isso? Simples. Sites inescrupulosos podem ganhar dinheiro com práticas enganosas como forçar downloads aparentemente limpos para os usuários. Eventualmente o Google marca esses sites como inseguros, o que reduz o tráfego dessas páginas já que os usuários veem um aviso vermelho gigante nos seus navegadores sem uma maneira clara para continuar. Para resolver o problema, os sites costumam limpar a sua operação, envia uma solicitação ao Google para retirar o aviso, e então - assim que o aviso é retirado - o malware ou o software indesejado voltam com tudo.

O Google não informou com qual frequência os sites usam essa estratégia, mas deve ser algo comum o bastante para a gigante ter tomado uma atitude dessas. A partir de agora, se um site for pego reintroduzido elementos inseguros o Google vai marcá-lo como um “infrator reincidente”. Quando isso acontecer, o site volta a ficar com um aviso em vermelho gigante. 

Além disso, o dono do site não poderá fazer a solicitação para a retirada do aviso por 30 dias - neste período, o aviso vermelho gigante continuará por lá.

Fonte: IDG Now Ver mais


Deixe seu comentário